Ano Mariano 2017

Por graça e providência divina, o mundo vive a beleza e grandeza de um Ano Santo dedicado à Nossa Senhora. Pontuando, sabemos que o Ano Mariano acontecerá em Fátima, Portugal, por ocasião dos 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima e em Aparecida, Brasil, por ocasião dos 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida (1717-2017). Assim sendo, salientamos que a mensagem de Fátima é um chamado vigoroso à conversão verdadeira e à perseverança numa vida cristã autêntica e profunda; vida marcada pela oração, pela penitência e pelo desejo de reparação das ofensas cometidas contra Deus e Maria Santíssima. A mensagem de Aparecida fala da proximidade materna de Maria junto ao povo brasileiro e do seu chamado a caminhar com Jesus “fazendo tudo o que Ele disser” (Jo 2,5).

Adentrando brevemente na História da Igreja vamos perceber que o Papa Pio XII promulgou o primeiro Ano Mariano da história para marcar o centenário da definição do dogma da Imaculada Conceição. Foi solenemente inaugurado pelo Papa em 08 de dezembro de 1953, na igreja de Santa Maria Maior e celebrada com fervor religioso por todas as dioceses do mundo até o dia 08 de dezembro de 1954. 

O Segundo Ano Mariano foi anunciado pelo Papa São João Paulo II e começou no dia 07 de junho de 1987, Solenidade de Pentecostes, vindo a terminar em 15 de agosto de 1988, festa da Assunção de Nossa Senhora. 

Neste ano de 2016-2017, temos mais uma vez a graça de vivermos um Ano Santo Mariano no Brasil e em Portugal.

No Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em comemoração aos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, nas águas do rio Paraíba do Sul, instituiu o Ano Nacional Mariano, que iniciou-se no dia 12 de outubro de 2016 e concluirá no dia 11 de outubro de 2017, para “celebrar, fazer memória e agradecer”. Em Portugal, a fim de celebrar o centésimo aniversário das Aparições de Fátima, o Ano Mariano foi instituído e iniciou-se no dia 27 de novembro de 2016 indo até o dia 26 de novembro de 2017.

Durante a celebração eucarística em homenagem à Padroeira do Brasil no Santuário Nacional de Aparecida – SP no dia 12 de outubro de 2016, data esta que marcou a abertura oficial do Ano Jubilar Mariano, Dom Raymundo Damasceno Assis, Cardeal Arcebispo de Aparecida, em sua homilia destacou que “o Ano Jubilar Mariano não é simplesmente um ano de recordação de um acontecimento histórico, mas um tempo de preparação para a celebração de um grande evento da nossa fé”.  

A grande preparação do Ano Jubilar em todas as Dioceses do Brasil começou no ano de 2014 com a peregrinação da imagem da Padroeira e Rainha do Brasil pelas dioceses, paróquias e comunidades de todo o nosso país. Em nossa Diocese de Cruz Alta – RS, a imagem Peregrina de Aparecida está percorrendo todas as paróquias, as cidades e periferias, nos lembrando que os “pobres e abandonados são os prediletos do Coração Misericordioso de Deus e do Coração maternal de Maria, nossa Mãe” destaca Dom Sérgio Rocha, Presidente da CNBB em sua Mensagem à Igreja Católica no Brasil. 

Neste intuito, durante o ato oficial de lançamento do Ano Mariano no dia 21 de setembro de 2016, durante a celebração eucarística na sede da CNBB em Brasília – DF, Dom Sérgio da Rocha, encoraja-nos dizendo “que o Ano Mariano seja vivido intensamente por toda a Igreja no Brasil e que este momento seja para a evangelização, para a missão, tendo presente o exemplo, as lições que Nossa Senhora nos deixa, mas também recorrendo com confiança a sua intercessão materna”. Que façamos deste Ano Mariano, um ano especial de seguimento do exemplo de Nossa Senhora, que sempre foi voltada para as atenções de nosso Pai e, hoje, na glória celeste, continua nos apontando o caminho a seguir: o de seu filho, Nosso Senhor Jesus Cristo.

Desejo que através da devoção a Maria possamos chegar até o Cristo. Ela nos dá seu exemplo e nos mostra o caminho: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,5). Esperamos que este Ano Jubilar possa ser, para nossa Igreja Diocesana, um tempo de graça e de renovação pastoral e missionária. Que, sob o olhar materno de Nossa Senhora, as nossas comunidades e paróquias assumam o compromisso de construir a Igreja como “casa e escola de comunhão, serviço e missão” e que seja para todos nós tempo de conversão. Que a Virgem Maria seja o exemplo que devemos imitar, para vivermos o Ano Mariano e procuremos reforçar nossa piedade e amor para com a Mãe Cristo, Mãe da Igreja e nossa Mãe e assim renovarmos nossa esperança na santa, oportuna e inequívoca intervenção de Nossa Mãe Maria Santíssima em nossa história. 


Santo Ano Mariano a todos!

Por Pe. Laércio Rodrigues dos Santos


Publicada em 12/06/2017 às 08:50:10

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920