Tempo da Quaresma

Para a igreja o que é a quaresma?

É um tem pode renovação espiritual, quarenta dias como se fosse um retiro. Tempo de:

ORAÇÃO: Sinal do nosso desejo de Deus e da unificação do coração torna-se espaço de gratuidade e de perdão para acolher a ternura de Deus em nossa vida e em tantas vidas ligadas a nós pela missão e pela amizade.

JEJUM:É apresentado nas escrituras e na tradição das comunidades com gesto de liberdade dos filhos e filhas de Deus como sinal da espera vigilante do senhor e para viver e acompanhar Jesus na sua entrega. O jejum pode ser o cultivo da paciência fraternidade justiça e da solidariedade.

PENITÊNCIA: É o momento da reconciliação com Deus, consigo mesmo, com os irmãos e irmãs ea criação, no desejo de retornar à comunhão.

No Brasil somos convidados a refletir a proposta da campanha da fraternidade.

De onde vem o nome QUARESMA?

É a mais importante festa da Igreja, grande demais para ser preparada em apenas três dias ou uma semana, são 40 dias de preparação:A Carta apostólica de Paulo VI, aprovando as Normas Universais do Ano Litúrgico e o novo Calendário Romano geral, diz, no n. 28: "O tempo da Quaresma vai de Quarta-feira de Cinzas até a Missa na Ceia do Senhor (Quinta-feira santa, à tarde), exclusive". Obs: não se contam os domingos, que não são dias penitenciais.

A cor litúrgica neste tempo é o roxo que expressa à dimensão maior de penitencia e disposição à conversão própria deste tempo. Um sinal permanente no espaço litúrgico, como um tecido roxo envolto numa cruz ajudará na experiência quaresmal.

O espaço celebrativo (Igreja ou Capela) deve ser despojado e sóbrio – sem flores, sem folhagens, sem tecidos e outros enfeites. Os cantos e melodias expressam o sentido próprio do mistério celebrado, cada tempo litúrgico tem seus cantos próprios; assim também a Quaresma, por isso, cuide para que não apenas deixem de ser cantados o glória e o aleluia, mas também tanto no conteúdo quanto o ritmo dos cantos sejam uma verdadeira expressão do mistério de Cristo celebrado na Quaresma. Pode-se na Quaresma utilizar o mínimo de instrumentos ou até nem utilizá-los. 

Valorizar o ato penitencial com cantos que revelem a misericórdia de Deus, e não apenas as nossas faltas, culpas e pecados... Cuide-se para que a letra deste seja as de origem do próprio Missal Romano, como os sugeridos no Cd da Campanha da Fraternidade. 

Favorecer momentos de silêncio nas celebrações, criando um clima orante já antes do inicio da celebração, e principalmente entre as leituras, após a homilia e após a comunhão...


Equipe de Liturgia da Diocese de Cruz Alta

Publicada em 11/03/2015 às 12:36:11

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920