Maria, nossa mãe

Em uma frase de São Bernardo, que diz: “Deus quis que recebêssemos tudo por Maria”. Realmente, foi através do seu ‘sim’ que nos veio o Salvador.À Vigem Santíssima, exerce um papel preponderante na vida da Igreja como mãe, serva e discípula/missionária, com essas qualidades ela nos indica o exemplo a ser imitado, para sermos verdadeiros cristãos, comprometidos com o projeto de amor do Pai. Maria, jovem tão doce, toda pura, na sua simplicidade, na sua humildade e no seu modo de viver, foi a escolhida para ser a Mãe do Redentor.

“ Todos, unânimes, perseveravam na oração com algumas mulheres, entre as quais Maria, a mãe de Jesus, e com seus irmãos” (At 1,14).  Maria, mulher e mãe promove na Igreja nascente, a perseverança na oração, na misericórdia e no amor. Também é a forma explicita da presença de Cristo que subiu ao céu, mas que permanece na presença da mãe, no meio dos apóstolos reunidos no Cenáculo.

Jesus, que na cruz entregou sua mãe, “Jesus, então vendo a mãe e, perto dela o discípulo a quem amava, disse à mãe: mulher, eis teu filho” (Jo 19,26). Neste ato de entrega que Jesus faz ao discípulo, também entrega à sua mãe a humanidade, tornando-se assim mãe universal. À Virgem Maria, é conhecida de diversas nomeações, conforme a devoção do povo num determinado lugar, mas todas se referem à mesma mãe de Deus. Maria, é a nossa intercessora, com o seu coração de mãe que não se cansa de rogar por nós junto ao Pai. A ela, confiamos nossas fraquezas, nossos sofrimentos, nossas limitações. O colo maternal, encontramos o abrigo e o consolo, onde somos confortados e somos acalentados. À Virgem Maria é a presença real em nossa vida, assim como Ela nos cuida e nos ama como seus filhos, à mãe de Deus  deve ter um lugar especial em nosso coração.

Este é um mês muito especial, é o mês das mães. As mulheres escolhidas por Deus, para gerar, criar, educar, proteger e amar. Não é por acaso que este mês é dedicado a Maria, a mãe do Salvador. É aquela que no seu semblante deixa transparecer a divindade do seu Filho amado. Não dá para falar de Maria sem falar no amor, pois ela é a mãe do puro amor. Virgem Maria, confiamos em vós todas as mulheres, para que vivam na docilidade, na paciência e no serviço e tudo que façam não deixem de espalhar o amor. “ Rogai por nós, santa Mãe de Deus. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo”.


Seminarista: Lucas Mendes de Aguiar

V Semestre de Filosofia

Publicada em 12/05/2016 às 10:27:48

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920