São João Batista

Agraciado por Deus, “Deus é bondoso”. O seu próprio nome de João já é uma profecia e um anúncio da misericórdia de Deus. O significado do nome João mostra muito bem a bondade de Deus para com Isabel e Zacarias, ele que permanece mudo até o dia de apresentar o filho ao Templo e ela que era estéril, mas concebendo na velhice mostra que a esterilidade se torna fecundidade e o mutismo se torna exuberância profética.
 Na apresentação de João para a circuncisão a língua de Zacarias se solta e ele proclama a misericórdia de Deus em favor dos pobres e de todos os que esperam no Senhor dizendo o Bendito seja o Senhor Deus de Israel, porque visitou e redimiu seu povo, nisto vemos a profecia que Zacarias faz sobre o próprio filho: E tu menino, serás chamado profeta do Altíssimo; pois irás à frente do Senhor, para preparar-lhe os caminhos, para transmitir a seu povo o conhecimento da salvação, pela remissão de seus pecados. (Lc 1,67-79).
 O Evangelho nos mostra o seu cognome de “Batista”, porque ele realiza não um batismo de iniciação a um grupo, mas de conversão para acolher a salvação que vem de Deus por meio de Jesus. João é o maior dos profetas de Israel, por que pôde apontar o objeto de suas profecias (Mt11,7-15); (Jo 1,19-28). Também é profeta por excelência por ser o portador da palavra de Deus e a testemunha da presença dessa Palavra. Em cada missa, em cada celebração, repetimos o anúncio da palavra de Deus que foi o tema da pregação de João às margens do rio Jordão “Convertei-vos!”
 O próprio João se apresenta com três negativas: “Não sou o Messias, não sou Elias, não sou O Profeta”, se define como: “Sou apenas “A Voz que clama no deserto”  (Jo 1,19-23).
 Supliquemos ao Senhor que no deserto de nosso coração seco e árido, vazio e indiferente, sem condições de vida, sem perspectivas e morrendo a voz que clama, encontre eco para nos trazer a esperança e a coragem de mudar para caminhar em direção à vida. Jesus o define como: O maior entre os nascidos de uma mulher (Mt 11,11).Também a firma que  ele é mais que um profeta (Mt 11,9).
 Agradeçamos a Deus aquele que nos convida a conversão e nos apresenta “Eis o cordeiro de Deus, eis aquele que tira o pecado do mundo (Jo 1,29)”.
 São João Batista, rogai por nós.




Seminarista
Maurício Guth Trevizan
1º ano de Teologia

Publicada em 14/06/2016 às 15:16:30

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920