Um caminho a percorrer

Todo ser humano encontra-se inseguro ao iniciar uma caminhada. Muitas dúvidas, incertezas, desafios e propostas se apresentam. Muitas delas tentando desviar o foco. Percorrer o caminho desejado é colocar-se nas mãos de Deus como barro nas mãos do oleiro.
Colocar-se a serviço, responder ao chamado a uma vocação específica requer uma resposta a Deus. Esta resposta acontece no diálogo silencioso e livre, liberdade de Deus que chama, e a liberdade humana que responde a esse chamado. Há um chamado fundamental à vida e à santidade com modos diferentes de se responder. A essas maneiras diversas de respostas chamamos de Vocação Específica.
 Na atualidade parece tão difícil encontrar pessoas dispostas a servir, disponíveis ao serviço do Reino. Pouco se fala da vocação específica e quando o assunto entra em pauta parece distante. São muitos os caminhos apresentados. Por isso, assumir uma caminhada vocacional é um desafio para os jovens, mas uma alegria para o coração de Deus.
 Em nossa diocese estamos realizando uma bela caminhada com diversos jovens, os grupos vocacionais (seminaristas) acompanhados pelas Equipes Vocacionais Paroquiais (EVP) de cada região de pastoral, orientados pelo Serviço de Animação Vocacional (SAV). As equipes realizam encontros formativos ajudando-os no processo de amadurecimento do chamado feito por Deus à vocação presbiteral.
 Gostaria de partilhar com nossos leitores o que diz o jovem Pedro Ceretta: “'Segue-me!' (Mt9-9b), com esse chamado Cristo nos indica a vocação cristã, a qual ele nos chama e nos dá a oportunidade de responder. Nos últimos meses eu comecei a participar de encontros vocacionais proporcionados pela equipe da EVP (Equipe Vocacional Paroquial) da Diocese de Cruz Alta, composta por casais leigos, onde a mesma apresenta temas e assuntos importantes para o crescimento da fé, clareando  nosso discernimento vocacional. No início foi uma curiosidade, mas a cada encontro o desejo de saber mais, conhecer a Cristo e seu plano de amor para conosco foi aumentando. A cada encontro preparado recebemos várias orientações, posso dizer com convicção que quero continuar na caminhada para descobrir ou a redescobrir minha vocação e poder dar uma resposta ao chamado de Deus. Com toda a certeza cada um de nós tem algo de bom para colocar a serviço de Deus e dos irmãos. Todas as Vocações são belas. Nenhuma é mais importante do que a outra. Toda vocação é para servir. Fomos todos chamados para essa missão. Toda Vocação está ligada ao serviço, à doação. Doação sem reservas por causa de Cristo, para construir o seu Reino. A realização da pessoa consiste em acertar a própria Vocação e, assim, cumprir a tarefa que só a ela cabe”.
 É um convite para toda a Igreja ajudar os adolescentes e jovens a serem barro nas mãos do Olheiro para que Ele possa moldar a cada um de acordo com os seus dons.


Por: Pe. Aldecir Corassa
Coordenador Diocesano de Pastoral
Pároco da Catedral - Divino Espírito Santo

Publicada em 08/08/2016 às 14:27:14

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920