Diocese de Cruz Alta realiza encontro de estudo da Campanha da Fraternidade 2018

A Diocese de Cruz Alta, em comunhão com toda a Igreja do Brasil, realizou, no sábado, dia 02/12, o Encontro de Estudos da Campanha da Fraternidade de 2018, que trará o tema: Fraternidade e superação da violência, tendo como lema “Em Cristo somos todos irmãos” (Mt 23,8). O encontro que reuniu mais de cem participantes, contou com a assessoria do Secretário Executivo da CNBB Regional Sul 3, Pe. César Leandro Padilha, que destacou a necessidade de se criar uma cultura da paz. 

“Precisamos criar uma cultura da paz contra a violência. Queremos anunciar o Deus da paz, que é Jesus Cristo. Este Deus da paz nos chama para uma nova atitude de vida, um jeito novo de vida, pois se vivemos num mundo tão desumano de tanta violência, de tanta injustiça, é preciso que nós, como igreja, sejamos a força que vai construir uma nova cultura da paz”, destaca o Pe. César Leandro. Segundo ele, diante deste contexto, não basta se sensibilizar com a situação, mas sim, ter uma atitude concreta. Em outras palavras: “não basta ser contra a violência, mas é preciso luar contra a violência. Não basta não ser racista, é preciso lutar contra o racismo, é preciso propor um jeito novo de viver, um jeito novo de caminhar, um jeito novo de ser igreja, de ser uma igreja que defende o injustiçado, que defende todas as pessoas vítimas de violência, uma igreja que nos ensina um jeito diferente. É preciso criar uma cultura da paz para que nossas crianças possam ver a beleza de vir ao mundo, para que todos saibamos que fomos criados na dignidade, filhos e filhas de Deus. Tudo aquilo que nos torna menos pessoa, tudo aquilo que destrói a dignidade da pessoa humana, não é cristão. Portanto, o caminho é lutar por uma evangelização que faça nascer a cultura da paz”, enfatiza.

Para o Bispo Diocesano Dom Adelar Baruffi o tema da Campanha da Fraternidade deste ano é muito importante, visto que a violência está muito presente em nossa sociedade e que é preciso a união de todos para ser superada. “É um tema muito importante, muito presente, muito vital, pois atinge toda a sociedade, desde a pessoa com ela mesma, com suas relações mais próximas, com sua família, até as relações comunitárias, as relações sociais, sobretudo com todas as grandes questões sociais relativas à violência, ao tráfico, a discriminação, com todos os grandes problemas relativos a violência no mundo. Portanto, algo muito vital ao qual devemos nos comprometer”, ressalta. 

Conforme Dom Adelar, o tema será aprofundado no tempo da quaresma mas, também, espera que esta discussão tenha continuidade durante todo o ano, visto que é um tema que faz parte da própria mensagem Cristã: “Aquele que esperamos para o Natal, é o príncipe da paz e, portanto, aquele que nos convida a fraternidade universal e a superação de todas as formas de violência”, lembra.  Segundo o Bispo, um cristão que tem fé, que é seguidor de Jesus Cristo não pode dizer “isto não tem a ver comigo”, pois sempre tem a ver, direta ou indiretamente. “Caminhemos juntos na construção da fraternidade, na superação da violência”, finaliza.

Como ação concreta, na Diocese de Cruz Alta será realizado o I Seminário de Superação da Violência e Incentivo a Cultura da Paz que será aberto a toda a comunidade, no dia 24 de março 2018.

Por Greice Pozzatto

Assessora de Comunicação da Diocese de Cruz Alta


Publicada em 15/12/2017 às 11:11:48

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920